Aproveitando que maio é o mês das noivas, gostaria de falar sobre como a lida com as finanças é motivo de briga entre muitos casais, chegando a ser uma das principais causas de divórcio. Com a crise e o desemprego em alta, é preciso ainda mais diálogo e planejamento para não minar o relacionamento por conta das dívidas e do descontrole financeiro.
É imprescindível que o casal mantenha um bom diálogo, com honestidade, em relação a tudo, inclusive às finanças, desde os primeiros meses. Juntos, precisam falar sobre seus sonhos, seus propósitos de vida, tanto individuais quanto coletivos. Esses sonhos nunca podem ser abandonados ou deixados de lado, afinal o tempo passa muito rápido e é preciso priorizar a felicidade.

Com salários diferentes, um mais alto e outro mais baixo, é importante conversar se a divisão será proporcional à renda de cada um, se um vai investir para os sonhos e o outro vai arcar com as despesas mensais, enfim, a definição varia de casal para casal.
Se ter filhos é um dos sonhos do casal, é muito importante fazer um planejamento financeiro para preparar também o bolso para a chegada do (s) pequenos (s). Afinal, todo o cenário financeiro da família mudará com a chegada de um novo membro. É válido poupar para as principais despesas, como mobília do quarto e compra de itens necessários nos primeiros meses, por exemplo, até que a rotina financeira se adeque.
É imprescindível que o casal tenha uma reserva para imprevistos e que estabeleça como o seu sonho de longo prazo ter uma aposentadoria sustentável, para que possam ter qualidade de vida, sem depender de familiares, amigos ou precisar continuar trabalhando, no momento de sua aposentadoria.
Uma vida de realizações e constante conquista de sonhos é possível, para tanto é preciso diálogo, planejamento e educação financeira.

Reinaldo Domingos é doutor ebest-seller Terapia Financeira, do lançamento Diário dos Sonhos e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil.m educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira e autor do