Os aposentados, pensionistas e outras pessoas que recebem benefício do INSS não podem ficar mais de dois meses sem retirar seu pagamento. Depois desse período, o pagamento é bloqueado e o banco devolve os valores ao INSS.
Para desbloqueá-lo, o segurado terá de comparecer à agência da Previdência Social, responsável pelo seu benefício e apresentar documento de identificação, como carteira de identidade, certidão de casamento, ou de nascimento, além de um documento em que conste o número do benefício.

Para evitar que o pagamento seja bloqueado, caso não possa sacar seu benefício por mais de dois meses – por motivo de viagem, por exemplo –, o segurado deve procurar a agência da Previdência Social e indicar um procurador que receberá o benefício na sua ausência.
Óbito – O pagamento dos benefícios também é suspenso em caso de falecimento do segurado. Todos os meses, os cartórios enviam à Previdência Social listagem com dados das pessoas falecidas no mês anterior e, com isso, o pagamento da aposentadoria é cancelado. Esse sistema impede que outras pessoas, de posse do cartão magnético e senha, recebam o benefício de quem já morreu. Se os dependentes do segurado tiverem direito a pensão por morte, devem informar o óbito ao INSS para que a aposentadoria seja cessada e para que eles possam receber a pensão.

Assessoria de Comunicação Social - INSS/SP