Sabe aquelas vezes que uma ocorrência da vida parece ser tão grave que fica difícil saber para onde correr, a quem recorrer, o que pensar e o que fazer?
Parece que isso acontece somente com a gente, mas se analisarmos juntos veremos que muitas pessoas agregam problemas de outras apenas para disfarçar a própria situação, falta força, falta coragem, falta motivação para seguir em frente.
Você quer ouvir que está tudo bem com outro como se fosse uma fórmula lógica e mágica de que se ele estiver bem eu estarei também. Nesses casos é como se a sua felicidade dependesse 100% da felicidade da outra pessoa, mas e você, o que realmente te faz feliz? Eis a questão.

Existe sim mais de uma maneira de buscar nossa própria essência e então colaborar firmemente com a alegria e a prosperidade do nosso próximo, nós podemos começar listando nossos valores, nossos desejos e nossa missão de vida, vamos pensar o que realmente é importante para nós, o que nós queremos e gostamos, o que nós vamos deixar de legado.
Como diriam os matemáticos, se há um problema também há uma solução e no caso da tal felicidade a solução está ai mesmo, dentro de você, e você precisará visualizar, calcular, sentir confiança nas providências e assim encontrar o método eficaz que o deixará satisfeito.
Por isso contar com algum treinamento comportamental (“coaching”), alguma conversa mental (PNL), alguma terapia cognitiva (psicopedagogia) é indispensável quando se pensa em bem estar geral e em conscientização de que o problema é seu, é meu, é nosso.
Faça uma fusão de pensamentos e ações com o corpo e a mente para liberar e regular as sensações de prazer e felicidade ao realizar uma tarefa gratificante e eliminar o “problema”.
Lita Morais - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.